3 jul

Pesquisa desenvolvida por acadêmica do curso de Engenharia Sanitária do ICET é apresentada em Audiência Pública na Câmara Municipal de Itacoatiara

A Câmara Municipal de Itacoatiara realizou no dia 26 de junho de 2018, Audiência Pública para debater sobre a mudança de local da Feira do Bairro do Jauary, devido a ofício enviado pelo Ministério Público indicando crime ambiental e ausência de condições mínimas de higiene na referida feira livre.

Na audiência pública, o professor Bruno Ferezim Morales, orientador do trabalho, apresentou os resultados da pesquisa realizada pela acadêmica Patrícia Costa de Almeida, do curso de Engenharia Sanitária do Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia da Universidade Federal do Amazonas, que teve como objetivo analisar as condições higiênico-sanitárias de feiras livres e mercados públicos e a qualidade microbiológica das principais espécies de pescado comercializadas no município de Itacoatiara/AM.

Segundo o estudo, a contaminação ocorre devido a ausência de boas práticas na manipulação, acondicionamento e conservação do pescado, expondo tanto os trabalhadores como a população Itacoatiarense à elevados riscos de contaminação microbiológica, pois os microrganismos encontrados estão entre os principais patógenos responsáveis por surtos de infecções e intoxicações alimentares.

Verificou-se também que as condições de higiênico-sanitárias da feira livre do Jauary encontram-se insatisfatórias e a precariedade das instalações físicas, equipamentos, móveis e utensílios utilizados na feira, e que a segurança do trabalho, controle integrado de vetores e pragas urbanas, abastecimento de água, manejo de resíduos sólidos, hábitos higiênicos e vestuário dos manipuladores são inadequados, comprometendo diretamente na qualidade dos pescados comercializados implicando em riscos à saúde dos consumidores e dos feirantes.

A procuradora Geral do Município Lucia Didi, também presente na audiência, destacou que a saúde e a dignidade são direitos constitucionais dos feirantes e da população, o que necessariamente exige mudanças. Diante disso o prefeito do município de Itacoatiara informou que pretende transferir provisoriamente os feirantes para um local cercado, coberto e com as melhores condições de higiene, na Rua Aquilino Barros (próximo à feira do bairro Jauary) e que um esforço do poder público será direcionado para a revitalização do Mercado Público do Jauary para receber em definitivo os feirantes e atender às condições higiênico-sanitárias apontadas pelo estudo.

O professor Bruno Ferezim Morales ressalta que: “a apresentação deste trabalho à população exalta o papel da universidade como geradora de conhecimento, ciência e tecnologia, fortalecendo o seu papel como um elemento de mudança e desenvolvimento social, consolidando assim o princípio da indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão”.

Texto: professor Bruno Ferezim Morales

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *